9 perguntas cruciais de uma entrevista de emprego

Quem nunca foi para uma entrevista de emprego, e na hora “H” foi pega de surpresa com algumas perguntas? Ou então se deu conta que na verdade não tinha se preparado o suficiente para responder certas perguntas?

A preparação para uma entrevista de emprego pode levar várias horas ou até meses, dependendo da vaga.

Antes de ir para uma entrevista é imprescindível pesquisar sobre a empresa, sobre o background dos entrevistadores, entender muito bem a descrição da vaga, e principalmente treinar como irá responder perguntas comuns e difíceis.

Neste artigo vamos discutir 9 perguntas que apesar de bem frequentes, a maioria das pessoas não se preparam o suficiente para respondê-las.

  1. Qual é o seu maior defeito (weakness)?

As pessoas normalmente respondem esta pergunta descrevendo uma qualidade e não um defeito, por exemplo, “sou muito perfeccionista, muito detalhista, etc”. No entanto, uma outra maneira de responder a esta pergunta poderia ser: foque em um defeito passado, como por exemplo : “eu costumava ter dificuldades em alcançar “deadlines”, porém com o passar do tempo, comecei a me organizar e aprendi a utilizar certas técnicas que me ajudaram com meu planejamento semanal. Desde então, nunca mais tive problema…”

Outro exemplo poderia ser: “eu era muito impaciente com os meus colegas de trabalho e sempre esperava que eles dessem o melhor de si nos nossos projetos, mas com o tempo fui aprendendo a controlar minha impaciência e a entender que cada um tem o seu ritmo e seu modo de trabalhar. Por isso, definimos uma “deadline” mais flexível para todo o grupo.. “

Tente escolher uma habilidade que você já desenvolveu e que não seja mais um ponto fraco.

Você também pode escolher um defeito atual, desde que este não seja uma habilidade essencial para a vaga que quer conseguir. Por exemplo, se você está sendo entrevistada para uma vaga de enfermagem, talvez você possa dizer que não é muito boa em “public speaking” (apresentação em público) e que prefere contato de pessoa para pessoa “one-on-one”, mas que mesmo assim vem trabalhando para a melhoria desta aptidão.

Falar sobre um defeito antigo e como o superou é um bom modo de responder a estas perguntas mas também outras similares, como: “Conte uma situação em que você falhou no trabalho?” Ou seja, tenha sempre em mente que o importante não é focar a sua resposta na sua falha ou ponto fraco, mas sim em como aprendeu com a situação, como superou e não repetiu o erro novamente.

  1. Por que você quer deixar o seu atual trabalho?

Ao responder esta pergunta evite falar mal do atual chefe, isto é muito importante! – colegas de trabalho ou empresa também. Você quer mostrar ao entrevistador que tem uma boa postura ética e profissional e que não falará mal dele para outras pessoas no futuro. Procure focar sua resposta nos objetivos de sua carreira, por exemplo: diga que está buscando uma nova direção para sua carreira, horários mais flexíveis, maiores desafios, etc. O mesmo vale para quando a pergunta for em relação a empregos anteriores.

Exemplo de resposta: “Eu gosto do que faço e não estou ativamente procurando oportunidades, mas estou aberta a explorar novos desafios….”

  1. Descreva uma situação em que passou por um conflito com alguém no trabalho e como o solucionou.

Conforme já mencionado acima, o mais importante ao responder este tipo de pergunta não é focar no conflito em si, mas em como você solucionou o problema.

Por exemplo, você pode dizer algo como: “Sim, eu já tive conflitos no trabalho, nada muito significativo, apenas algumas vezes discordei com o ponto de vista de algum colega. Eu acredito que quando conflitos acontecem, na verdade nos ajudam a entender melhor o ponto de vista das outras pessoas, então eu paro para escutar o que o outro tem a dizer e busco trabalhar colaborativamente, buscando consenso no grupo, etc..”

  1. Como você lida com estresse ou pressão no trabalho?

Tente focar sua resposta em alguma situação que te deixe estressada mas que provavelmente não te ocorrerá neste trabalho. Você pode até dizer que um pouco de pressão sempre é bom pois te deixa motivada e dentro do planejamento e prazos.

Outro modo de responder seria: “Eu sempre prefiro reagir a situações antes delas se tornarem estressantes, e no geral sou boa em administrar múltiplos projetos ao mesmo tempo de forma não estressante. O importante é criar um bom planejamento, definindo prioridades e organizando prazos..”

  1. Por que existe um intervalo (gap) no seu currículo?

Esta pergunta deve ser respondida de forma direta e objetiva. Não há necessidade em se prolongar demais. Diga a razão do gap, por exemplo: mudou de país, se dedicou aos estudos, cuidou dos filhos, etc. Porém, o mais importante é focar no que você fez durante este período que seja relevante para a vaga. Alguma certificação importante, por exemplo, um voluntariado, ou projeto de “freelancer”, envolvimento com projetos da comunidade, etc. Se você apenas se ocupou em cuidar da família ou filhos, tudo bem, o importante é mostrar que utilizou este tempo de forma produtiva ao invés de optar por não fazer nada.

  1. Onde você pretende estar profissionalmente em 5 anos?

Uma boa resposta para esta pergunta seria: “Definitivamente me vejo empregada nesta empresa pelos próximos 5 anos ou mais, contribuindo, aprendendo e ganhando novas responsabilidades ao longo do tempo.”

Demonstre entusiasmo pela empresa e pela vaga. Mostre que é uma vaga que fará diferença na sua carreira profissional a curto e médio prazo.

Você também pode dizer que nos próximos anos pretende potencializar esta oportunidade ao máximo e melhorar certas habilidades. Esta é uma boa chance para mostrar que você está antenada com o mercado de trabalho. Você pode citar alguma nova tendência ou inovação da sua área dizendo que tem lido sobre o assunto e descobriu que tal tendência deve estar bem forte nos próximos anos, e portanto pretende se aprofundar mais nisso. Sempre foque em assuntos que você sabe que são importantes para a empresa.

  1. Qual é a sua expectativa salarial?

Essa pergunta tão comum é também delicada. Você não quer correr o risco de dizer um valor alto demais e ser desconsiderada para a vaga. Por outro lado, ofertar um valor muito abaixo do mercado pode indicar que você está desatualizada ou fora há muito tempo.

Por isso, sempre antes de ir para uma entrevista faça uma boa pesquisa sobre a base salarial para o tipo de vaga que está entrevistando, sempre levando em consideração o seu nível de experiência.

Um modo de responder a esta pergunta pode ser: “Eu gostaria de ouvir mais sobre a vaga e o pacote de benefícios para poder responder melhor essa pergunta..” Ou: “Estou aberta a um salário alinhado com o mercado e com meu nível de experiência…”

Se mesmo assim você tiver que responder a esta pergunta de maneira objetiva, dê ao entrevistador uma média salarial baseado nas pesquisas que você fez, sempre considerando uma certa flexibilidade caso tenha que fazer uma negociação.

  1. Vejo que você já é bem experiente, por que está buscando uma vaga junior/estágio/entry-level?

Esta pode ser uma pergunta feita às pessoas mais velhas que pretendem se inserir no mercado depois de mais de 10 anos fora. Ou ainda, pode ser uma pergunta para aquela brasileira que tinha anos de experiência no Brasil, mas aqui só conseguiu se inserir em vagas de nível mais iniciante.

Uma boa resposta seria: “Entrar em uma vaga iniciante me permitirá aprender mais sobre este mercado e construir uma experiência mais sólida nesta área, já que é onde quero me especializar. A área de onde venho é bem diferente dessa e eu adoraria ter a oportunidade para iniciar um novo caminho em minha carreira..”

Aproveite para compartilhar com o entrevistador pontos da sua experiência anterior que podem ser úteis nessa vaga atual.

  1. Por que você foi despedido?

Se você tiver que responder a esta difícil pergunta, seja objetivo e não se prolongue. Por exemplo: “Minhas habilidades não estavam adequadas com o que eles queriam. De certo modo foi positivo ter sido despedido, pois pude explorar novas oportunidades e outros empregos que eram mais de acordo com as minhas qualificações…”

Outra opção de resposta seria: “Meu chefe e eu concordamos que era hora de buscar novas oportunidades mais de acordo com minhas qualificações. Depois que fui embora pensei sobre o que aconteceu e como eu poderia ter feito as coisas diferentes. Aprendi muito com essa experiência.”

Evite respostas que desqualifiquem seu antigo emprego ou chefe, pois você quer manter uma postura ética e profissional na entrevista.

Se você está buscando se preparar para perguntas mais desafiadoras do que as citadas aqui, dê uma olhada neste artigo em inglês com mais 30 perguntas e respostas:
http://www.businessinsider.com/30-smart-answers-to-tough-interview-questions-2013-8

E lembre-se, nunca vá para uma entrevista sem se preparar antes! Suas chances de conseguir a vaga aumentam muito quando você se prepara propriamente. Há muitos artigos e informações úteis sobre o assunto na internet, basta fazer uma boa pesquisa. Boa sorte!

Obrigada, Joana Scharinger

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s